Hamilton vence disputa espetacular contra Vettel na Espanha

Se historicamente a Fórmula 1 proporciona corridas pouco interessantes no circuito de Barcelona, na Espanha, onde praticamente não há pontos de ultrapassagem, pelo menos desta vez as coisas foram bem diferentes. O GP da Espanha foi bastante atrativo desde a largada, que teve Sebastian Vettel pulando à frente do pole position Lewis Hamilton.

Mais atrás, voou pena. Valtteri Bottas acertou a roda traseira de Kimi Raikkonen, que perdeu o controle e atingiu em cheio a lateral de Max Verstappen. Bottas seguiu na corrida, mas Raikkonen e Verstappen levaram a pior e tiveram de abandonar a prova. Foi aí que veio uma das cenas mais emocionantes do dia.

Nas arquibancadas, um pequeno torcedor de Raikkonen foi filmado às lágrimas depois do acidente. A Ferrari identificou e mandou buscar o garoto nas arquibancadas, para que ele pudesse ter a chance de encontrar Kimi Raikkonen dentro da área de convivência da Ferrari, devolvendo um sorriso para o menino.

A largada teve ainda um enrosco envolvendo Felipe Massa e Fernando Alonso, que acabou aniquilando as pretensões deles diante de uma corrida que parecia promissora para os dois pilotos. Enquanto isso, Hamilton e Vettel se engalfinhavam em uma disputa que seria resolvida na estratégia, mas também no braço.

Vettel parou primeiro e optou pelos pneus macios. Hamilton seguiu na pista e, quando parou, escolheu os médios (mais resistentes, mas um tanto mais lentos). Essas escolhas se inverteram na segunda rodada de pit stops, que acabou sendo a última para os líderes. Na 37ª de um total de 66 voltas, Hamilton recolheu aos boxes para colocar pneus macios.

Vettel parou logo depois e, por força do regulamento, teve de usar os médios (cada piloto precisa usar dois compostos diferentes ao longo da corrida). Isso cobrou um preço altíssimo. Quando saiu dos boxes, Vettel e Hamilton dividiram a primeira curva de forma extremamente agressiva, inclusive com um toque que fez Hamilton espalhar.

E apesar desse esforço para manter a liderança, Vettel teve vida curta. Faltando doze voltas para a bandeirada, Hamilton colocou por fora na primeira curva e ganhou a posição. Imprimindo um ritmo bem melhor calçado nos pneus macios, Hamilton não pôde mais ser alcançado e venceu pela segunda vez em cinco corridas.

Apesar da conquista, Hamilton não conseguiu tomar a liderança do campeonato das mãos de Vettel. O piloto alemão ainda aparece na frente, somando 104 pontos, seis a mais do que o inglês. Os outros adversários é que estão ficando para trás. Kimi Raikkonen teve aquele acidente da largada e, depois, Valtteri Bottas também abandonaria ao longo da prova.

Desempenhos que merecem destaque: a Force India foi muito bem, colocando Sergio Perez em quarto e Esteban Ocon em quinto. Depois de uma excelente largada, ganhando seis posições, Nico Hulkenberg conseguiu o melhor resultado da Renault no ano, em sexto. E Pascal Wehrlein conduziu a fraca Sauber ao oitavo lugar.

FONTE: JORNAL O DIA.

FOTO: uol.